conta poupança caixa

Segundo publicação, em 17/03/2016, pela EBC (Agência Brasil, a agência de notícias oficial do governo), os beneficiários do Bolsa Família poderão receber os recursos do programa por meio de uma Conta Poupança na Caixa. Ao contrário do que ocorria até então, quando o beneficiário deveria sacar o dinheiro integralmente, a partir de agora o dinheiro depositado pelo governo poderá, a critério do destinatário, permanecer em conta poupança, rendendo juros e propiciando acesso ao mercado bancário. Não custa lembrar que a Caixa é um banco público, pertencente à União, e suas ações possuem tanto a finalidade do lucro, quanto perseguem demais fins, estipulados pelo governo central. Segundo a Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, aquele que optar por abrir uma conta poupança poderá:

  • Comprar na modalidade débito (não era permitido), nos estabelecimentos que aceitem a bandeira Elo;
  • Manter os recursos investidos na poupança.

A alegada justificativa é de que o beneficiário passará a ter acesso ao mercado bancário, já que muitos beneficiários do Bolsa Família sequer possuem conta bancária em nome próprio. O documento necessário para abrir a Poupança na Caixa, nesse caso, será somente o CPF, que poderá ser apresentado em uma agência Caixa ou em uma loteria (as loterias são concessões da Caixa). Segundo a Caixa, o antigo cartão do Bolsa Família permanecerá válido, sendo a abertura da conta poupança opcional. A conta poupança, se aberta, terá as seguintes características/funcionalidades:


Conta Poupança para Bolsa família?

Além dos argumentos apresentados pela Caixa e pela Ministra do combate à fome, há que se verificar as razões que embasam tal decisão. Em primeiro lugar, se o beneficiário do Bolsa Família está poupando o dinheiro recebido, é porque dele não precisa. Pelo menos em princípio. O único sentido possível para tal abertura seria estimular o consumo desses recursos por meio de alguma bandeira de cartão de débito com parte do capital público, como é o caso da participação indireta do Banco do Brasil na bandeira Elo, levando de volta ao governo parte dos valores pagos ao programa. além disso, ao inserir o beneficiário no mercado bancário, a Caixa Econômica pode estar visando também reaver parte dos recursos por meio de tarifas bancárias futuras, ou taxas de administração, caso o beneficiário venha a praticar outras operações além das inicialmente planejadas. Apesar de tudo, a conta poupança para o beneficiário do Bolsa Família parece uma contradição em termos.

webinario

Rendimento principais aplicações

Veja na tabela abaixo quanto rendem hoje as principais aplicações financeiras do mercado. A tabela possui informações do rendimento bruto, líquido e real (abatida a inflação). Para entender melhor as informações, veja as explicações no site de onde foi retirada:


Baixar a Planilha [+ Instruções]



Simulador Poupança

Rendimento da Poupança


Artigos:

Bolsa Família com Conta Poupança Caixa

A inflação e a poupança

Juros da Poupança Caixa

A TR Taxa Referencial